Campanha Novembro Azul

out 15

Tratamento da incontinência urinária pós prostatectomia
REDAÇÃO: Guia de Vilas Saúde | ESPECIALISTA: Dr. Flavia Bustos | ESPECIALIDADE: Fisioterapeuta | REGISTRO: 78905-F/7

A prostatectomia radical é o mais antigo e possivelmente o mais eficaz método de tratamento do câncer de próstata localizado, no entanto, é comum a incontinência urinária aparecer após o procedimento causando desconforto e alterando a qualidade de vida dos pacientes. Em alguns casos a incontinência melhora em alguns dias, semanas ou meses sem intervenção, em outros, isso não ocorre. Nesses casos os exercícios para fortalecimento da musculatura pélvica, associados a eletroestimulação, são utilizados para melhorar os sintomas e favorecer o retorno do controle urinário.

Pacientes com incontinência causada pela hiperatividade da bexiga (ainda que não tenham sido submetidos à cirurgia) são bons candidatos para a fisioterapia, e normalmente adquirem a continência normal em pouco tempo.

exercícios para fortalecimento da musculatura pélvica, associados a eletroestimulação, são utilizados para melhorar os sintomas e favorecer o retorno do controle urinário.

Reabilitação do Assoalho Pélvico oferece como benefícios a diminuição da perda urinária devido ao aumento da força de contração da musculatura pélvica, aumento do intervalo entre as micções e, consequentemente, diminuição da frequência urinária, diminuição do grau de incontinência e também maior satisfação dos pacientes quanto à qualidade de vida.

Vale lembrar que a reeducação do assoalho pélvico com fortalecimento da musculatura e eletroestimulação não é utilizada somente em homens. Também pode auxiliar mulheres com problemas ginecológicos.

"Você só conhece alguém quando tem a chance de caminhar junto. O resto é especulação, impressão ou imaginação!"